Raças Felinas

 

 


Durante séculos, o gato desempenhou um papel importantíssimo para os homens, vivendo uma história violenta e cheia de vicissitudes, durante a qual foi cultuado como deus e perseguido como demônio.

Os primeiros gatos foram domesticados, provavelmente, pelos homens das cavernas, que devem ter tido boas razões para decidirem conviver com eles, em vez de comê-los. 

Os primeiros registros da criação de gatos, remontam ao Egito, há cerca de 4 mil anos. O gato tornou-se amigo e aliado do homem mostrando a sua utilidade seja matando ratos e camundongos que ameaçam os celeiros de trigo ou destruindo cobras venenosas que invadiam as casas egípcias. 

O gato era tão cultuado no Egito que, quando um animal morria toda a família proprietária do gato se vestia de luto, raspava as sobrancelhas (em sinal de respeito), acendia velas e batia gongos. Foram achadas várias múmias de gatos nos templos egípcios, em urnas funerários e em cemitérios ao longo do Rio Nilo.

No tempo em que o gato era venerado no Egito, sabia-se da existência de outros espécimes na China e Índia, embora em estado semi-selvagem.

A exemplo dos egípcios, os romanos conseguiram desenvolver algumas raças, através do cruzamento de animais contrabandeado do Egito com gatos locais, tornando o animal cada vez mais manso. Influenciados pelos egípcios, os romanos desenvolveram a mesma paixão pelos gatos eternizando-os nas paredes das fortificações. 

Continuando com a difusão do gato, o Rei Fergus I levou para a Inglaterra o primeiro gato egípcio que conquistou rapidamente o coração dos ingleses, que rendidos aos seus encantos, criaram leis especiais que protegiam os animais.

Entretanto, durante a Idade Média, o destino do gato sofreu uma dramática mudança, por causa de um culto pagão surgido no Vale do Reno, em que os gatos desempenharam um papel importante. O ritual era associado a Freia, a deusa de fertilidade, cuja carruagem era puxada por gatos. A Igreja, com o aval do Papa, sentindo-se ameaçada por esses rituais, promoveu um violenta e sangrenta caça às bruxas e conseqüentemente aos gatos. Afinal, toda bruxa tinha um gato. Quem possuísse um gato podia ser preso e torturado. Em nome dessa caça barbaridades forem perpetradas contra os gatos.

Felizmente o bom senso retornou e hoje em dia o gato é, talvez, o mais popular de todos os animais de estimação, especialmente para pessoas que vivem em apartamentos.

Os gatos estão sendo, também, usados, a exemplo de outros animais como auxílio a terapias.

Selecionamos algumas raças com informações sobre seus nomes, nacionalidades, tamanhos e pelagem. Para facilitar a procura, clique abaixo na letra correspondente à descrição do gato que deseja.

Esta relação está apresentada de forma resumida mas estamos a sua disposição para fornecer informações mais detalhadas sobre qualquer raça que seja de seu interesse. FALE CONOSCO que teremos o imenso prazer em lhe ajudar.

A B C D E F G H J
K L M O P R

S

T Y

Bibliografia: Enciclopédia Gato da Livro:Gatos de Angela Sayer e Manual Completo de Tratamento de Gatos de Andrew Edney.

 

Zapatillas nike zapatillas reebok nike air max blancas ropa abercrombie gafas ray ban zapatillas under armour gafas de sol ray ban Gafas carrea new balance hombre botas futbol zapatillas asics new balance mujer zapatos casuales Zapatillas air jordan nike sb nike corte
adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free nike blazer michael kors Ray ban nike huarache Adidas Scarpe Abbigliamento Asics